Professora é despedida por publicar fotografias sensuais nas redes sociais

   

Ainda vivemos num mundo de aparências, em que antes de conhecermos as pessoas, somos guiados pela primeira coisa que vemos. Devido às redes sociais, estamos expostos à crítica e ao julgamento, para além das nossas competências, conhecimentos ou capacidades, e parece que o que mais importa é o que partilhamos e não o nosso trabalho e as nossas valências.

Yeimi Ilias é contabilista e foi professora numa universidade em Barranquilla, na Colômbia, mas depois de alguém ter visto as fotografias que partilhava nas suas redes sociais, queixaram-se porque eram consideradas “provocatórias” e não “encaixavam” no seu papel de professora, o que levou ao seu despedimento e, por consequência, a uma grande polémica.

Para além do seu trabalho na universidade, do qual reservou o nome, Yeimi tornou-se numa influencer, sendo que partilha fotografias de biquíni, das suas viagens e até as suas rotinas de treino nas redes sociais. Por isto não parecer apropriado aos olhos da instituição onde ela trabalhava, Yeimi acabou por ser despedida.

O que tem causado mais controvérsia é o facto de Yeimi ser conhecida na universidade por ser uma excelente professora, muito rigorosa e cumprindo sempre com os seus compromissos.

   

Para além disso, as fotografias que ela partilha estão nas suas contas pessoais nas redes sociais e ela não o faz durante o horário de trabalho, pelo que para muitos não havia razão para a despedir.

Vários grupos feministas pronunciaram-se contra a sua demissão porque dizem que as mulheres são livres de se vestirem como quiserem e que isto nada tem a ver com a sua actividade profissional.

Em vários comentários nas redes sociais, sublinharam que ela não devia nunca ser julgada pela forma como se veste ou pelas fotografias que partilha nas redes sociais, porque no final, ela estava a fazer o seu trabalho como era suposto.

Felizmente, e como já aconteceu noutros casos semelhantes, o número de seguidores de Yeimi nas redes sociais aumentou exponencialmente, o que certamente lhe trará bons ganhos.

Para além disso, outra instituição do ensino superior contratou-a para ensinar.

Há males que vêm por bem.