Estudo explica porque é que era mais fácil manter a linha nos anos 80

Hoje em dia, fitness é o tema do dia e cada vez mais as pessoas procuram estar em forma e ter uma alimentação mais saudável. A verdade é que perder peso e ficar em forma não é tão fácil como as pessoas faziam parecer no anos 80.

Um estudo intitulado “Secular differences in the association between caloric intake, macronutrient intake, and physical activity with obesity” foi publicado recentemente no Obesity Research & Clinical Practice e constatou que é mais difícil para os adultos hoje em dia estar em forma do que aquilo que era há 20/30 anos…

A investigação analisou os hábitos alimentares de 36,400 americanos entre 1971 e 2008. Para além disso, analisaram os níveis de actividade física de 14,419 pessoas entre 1988 e 2006. As conclusões foram interessantes: uma pessoa em 2006 a comer o mesmo número de calorias e as mesmas quantidades de macronutrientes, bem como a fazer a mesma quantidade de exercício de uma pessoa em 1998, tinha um IMC 2.3 pontos mais elevados do que a mesma.

Em suma, as pessoas hoje em dia estão cerca de 10% mais pesadas do que as pessoas nos ’80s, mesmo que sigam exactamente a mesma dieta e o mesmo regime de treino. De acordo com Jennifer Kuk, professora de cinesiologia e saúde na Toronto’s York University e co-autora do estudo, existem alguns factores responsáveis por estas diferenças: o facto de estarmos expostos a mais químicos que podem estimular o aumento de peso, o aumento da utilização de medicamentos e as alterações nos microbiomas dos americanos entre os anos 80 e a atualidade.

O que dizer?